SAÚDE : SETEMBRO AMARELO E A IMPORTÂNCIA DA VALORIZAÇÃO DA VIDA.

Saúde

Artigo elaborado pela Dra Fabiane Alves *

Saúde – Campanha de Prevenção ao Suicídio

Esse mês de Setembro vamos focar o conteúdo da área de psicologia na Campanha SETEMBRO AMARELO. Pois esse é um assunto que merece toda nossa atenção.

A Organização Mundial de Saúde – OMS tem determinado um mês e uma determinada cor para expor assuntos de saúde com a população trazendo a conscientização da necessidade do cuidado consigo mesmo. Vamos lembrar de alguns?

_ Setembro Amarelo

_ Outubro Rosa

_ Novembro Azul

_ Janeiro Branco

Devido ao aumento do número de suicídio, a questão tem se tornado assunto de saúde pública e mata 1 brasileiro a cada 45 minutos e 1 pessoa a cada 45 segundos no mundo.

Vivemos uma era onde tudo acontece muito rápido e as relações estão superficiais, tendo um aumento considerável das doenças emocionais como depressão e ansiedade e é necessário que nossa sociedade comece a dar atenção as emoções e suas manifestações.

No Brasil estamos tentando mudar uma condição de tratar a saúde de forma remediativa, para uma saúde preventiva, quando existem mais chances de cura e muitas vezes se torna mais barato aos cofres públicos.

Pensando em saúde emocional, tratar a dor de uma perda, a dificuldade de aceitar uma situação ou buscar a mudança de comportamentos que temos dificuldades e atrapalha nossos relacionamentos é a melhor opção, pois essa pode ser o inicio de uma caminhada que pode levar ao fim, ao suicídio.

No dia a dia passamos por situações que nos deixa triste, decepcionados e confusos, mas devemos prestar atenção quando esse sentimento permanece por muito tempo e vamos perdendo o prazer de realizar atividades, estar com pessoas, planejar o futuro, existe uma alteração da alimentação ou aumento do consumo de álcool e outros tipos de drogas.

Existem algumas formas simples de poder ajudar pessoas que você percebe estar nessa situação:

_ Converse com a pessoa sem julgamentos e assim propor que ela busque ajuda, mas a sua atenção já ajudará, ainda que a mesma não tenha condições de demonstrar ou agradecer.

_ Acompanhe a pessoa no seu dia a dia, esteja atento à ela.

_ Busque ajuda profissional de um médico, psicólogo para orientar e tratar a questão.

_ Proteja, se há perigo imediato, não a deixe sozinha e tente afastar meios que possa provocar a própria morte (medicamentos, armas, objetos cortantes e etc)

Na verdade, quando uma pessoa pena em suicídio, ela quer matar a dor, a falta de esperança e desespero e precisamos ajuda-la a ver saídas e possibilidades de vida.

Fico a disposição para mais esclarecimentos…

* Fabiane Alves – Psicóloga Clínica

Contatos: Celular e WhatsApp 011 – 9 8444-0027

Se  você quiser conferir mais publicações da Dra Fabiane Alves é só clicar aqui :http://temnopedaco.com.br/category/dra-fabiane-psicologa/


Compartilhar

Nutrição: Estou com Fome?

Nutrição

                                                                Artigo elaborado pela Dra Giseli Reis.

Se você leu os meus dois últimos posts – A verdade nua e crua das dietas , link: http://temnopedaco.com.br/verdade-nua-e-crua-das-dietas/ e Como emagrecer sem fazer dieta , link:  http://temnopedaco.com.br/como-emagrecer-sem-fazer-dieta/

já deve estar começando a entender que seu olhar sobre o emagrecimento e as dificuldades envolvidas nesse processo precisam mudar de foco: parar de fazer dietas e passar a comer normalmente.

 E você pode estar pensando que está muito simples para ser verdade, ou que isso é impossível. Por isso eu vou continuar nesse assunto, porque eu também já tive esses pensamentos e só depois de estudar e aplicar em mim mesma e pouco a pouco nos meus pacientes pude acreditar que isso é possível sim!

Temos na Nutrição uma abordagem que está crescendo a cada dia que é a “Nutrição Comportamental”, que é inovadora e tem respaldo científico.

Essa Nutrição não exclui nenhuma outra especialidade, mas sim faz todas elas fazerem sentido. Continua sendo importante tratar doenças identificando sinais e sintomas de desequilíbrio de nutrientes, sensibilidades e intolerâncias alimentares, porém o foco não está exclusivamente no alimento e na individualidade bioquímica de quem come, mas também considera o resgate dos instintos, da intuição e do prazer por comer. Afinal nós (seres humanos) comemos desde sempre, e a Nutrição é uma ciência da modernidade. Eu acho isso incrível!

Então para você começar a entender e resgatar seus instintos, intuição e prazer por comer fica aqui um exercício prático:

Sempre que sentir fome use o esquema abaixo para identificar qual é o tipo de fome que você está tendo: física (fisiológica, biológica) ou emocional; e, então começar a fazer escolhas de forma mais consciente.

Nutrição

**Não Percam o Workshop da Dra Giseli Reis que será realizado neste sábado, 25/08/18, no restaurante Natural da Vila, na Vila Mariana. As vagas são limitadas!!!

Para mais informações, sobre este evento é só clicar no link abaixo: 

Workshop na Vila Mariana : 3 Passos para ter uma vida mais leve!
Dra Giseli Reis. Agendamento de consultas – Fone: (11) 98533-3188 –
email: giseli@anutricaotem.com.br
Consultório: R. Carlos Petit, 199 Vila Mariana Redes sociais: http://www.instagram.com/nutricionistagiselireis http://www.facebook.com/nutricionistagiselireis http://www.anutricaotem.com.br

Beijocas apertadas

Dani!!!

Compartilhar

Os casamentos e cerimônias fúnebres, realizados pelos moradores da Vila Mariana, no séc XIX ( aproximadamente no ano de 1880).

Vila Mariana

Olá Pessoal!!!

Hoje eu trouxe uma curiosidade super interessante para vocês… Já se perguntaram como eram realizados, nos séculos passados, os casamentos e os enterros na Vila Mariana?? Pois bem, vou contar para vocês…

Essas informações, extraí do livro: Histórias do Bairros de São Paulo: o Bairro da Vila Mariana, do autor Pedro Domingos Masarolo, da prefeitura municipal, secretaria de educação e cultura, páginas 39- 41.

  • CASAMENTOS

O autor conta que os casamentos eram realizados no Cartório do bairro da Liberdade.

Os noivos mais abastados, locavam alguns vagões, e em companhia de seus familiares /convidados, eram levados ao cartório e depois trazidos de volta à Vila.

Já os mais pobres, tomavam os trens no horário regular, e depois da cerimônia, esperavam-no novamente no bairro de São Joaquim para retornarem à Vila.

Nessa época, o casamento religioso não era um costume. No entanto, aqueles que optavam pela cerimônia, realizavam na Paróquia Santo Amaro ou na cidade.

Paróquia Santo Amaro. Fonte da Foto: Portal do Envelhecimento

Querem saber da Lua de Mel?? Pois bem, o autor afirma que ela não existia. No dia seguinte da cerimônia, as pessoas voltavam aos afazeres normais…

  • ENTERROS

No ano de 1885, não haviam cemitérios na Vila Mariana. Marasolo revela que os mortos eram  sepultados no  Cemitério da Consolação.

Cemitério da Consolação. Fonte da Foto: Acervo Estadão.

Como nesta época ainda não existiam carros funerários, os corpos eram carregados “nos braços”. No entanto, os defuntos  mais pesados, eram transportados em uma carroça e as pessoas seguiam o cortejo a pé.

Os caixões eram fabricados por carpinteiros da Vila Mariana ou comprados na Casa Rodovalho, localizada na Rua da Mooca.

Casa Rodovalho . Fonte da Foto: Site São Paulo Antiga.

Os caixões eram conduzidos por quatro homens, sendo que dois ficavam na frente e dois atrás, Em baixo de cada lado do caixão, haviam dois paus, que serviam de apoio para os ombros. O  percurso costumava ser longo e demorado, por isso os homens se revezavam.

O trajeto do cortejo passava pela Rua Domingo de Morais, Rua Paraiso e Avenida Paulista, cujo, naquela época, era uma estrada aberta no meio do mato. Percorriam também pela Vila Pinheiros, e depois desciam  até o cemitério da Consolação.

Exemplo de como eram os cortejos fúnebres da época. Fonte da Foto: Site Iba Mendes

As cerimônias fúnebres duravam o dia inteiro . As pessoas tinham-nas como uma verdadeira obrigação.

Por causa da longa duração do cortejo, os moradores da Vila Mariana levavam seus alimentos em um saco de pano, conhecido por matula.

Terminado o enterro, os homens costumavam a tomar pinga em um botequim na frente do cemitério. Somente após a dose de cachaça, retornavam à Vila. Chegavam em casa tarde da noite ou no inicio da madrugada.

Essa é a curiosidade de hoje…

Em breve conto mais…

Beijocas apertadas

Dani.

Site Acervo Estadão – Cemitério da Consolação. Disponível em: hhttps://acervo.estadao.com.br/noticias/lugares,cemiterio-da-consolacao,8580,0.htmttps://acervo.estadao.com.br/noticias/lugares,cemiterio-da-consolacao,8580,0.htm 

Site Iba Mendes – Cortejo Funebre do Conde Alexandre Siciliano. Disponível em: http://www.ibamendes.com/2012/06/os-grandes-funerais-do-brasil-ii.html

Site São Paulo Antiga – Casa Rodovalho. Dosponível em: http://www.saopauloantiga.com.br/a-casa-rodovalho

Quer ver mais Curiosidades sobre a Vila Mariana ? É só clicar aqui:http://temnopedaco.com.br/category/historia-dos-bairros/vila-mariana-historia-dos-bairros/

Compartilhar

Workshop na Vila Mariana : 3 Passos para ter uma vida mais leve!

workshop

Olá Pessoal!!!

Primeiramente, eu gostaria de desejar um Feliz Dia dos Pais, em especial, para o meu que é um super pai. Meu paizão é o amor da minha vida. Meu grande amigo, companheiro, conselheiro…

Bem, na Vila Mariana, nas próximas semanas, ocorrerá um evento  muito bacana para a galera que quer emagrecer ou ter uma alimentação saudável, porém, sem neuras.

A nutricionista Giseli Reis fará um workshop cujo o tema será: Quer saber como é possível emagrecer de forma sustentável e sem neuras?

Esse workshop acontecerá no próximo dia 25/08, no Restaurante Natural da Vila. Após a palestra,  será servido um almoço no restaurante, como forma de vivenciar na prática o passo a passo deste processo. O almoço custa R$ 38,00.

As inscrições serão realizadas via whatsapp, no telefone 11 98533 3188

 Gente, as vagas são limitadas!! Por isso, corram para se inscrever.

Data: 25/08/18 (sábado)

Horário : 10h30 às 13:00 hrs

Local:  Rua Major Maragliano,375 – Vila Mariana.

Pessoal, não  fique de fora!!

Beijocas apertadas

Dani!!

Compartilhar

A Busca equivocada pela Perfeição!

Perfeição

Olá Pessoal!!!

Continuando as minhas reflexões da semana passada –  Como combater o estresse no trabalho, para quem não  leu, vou deixar o link aqui: http://temnopedaco.com.br/desgaste-no-trabalho/ , li mais um ponto abordado no livro de Rafael Santandreu , cujo o título é: Mais é sempre melhor?

Vivemos em um mundo, no qual tem-se a ideia equivocada de quantos mais tivermos, em termos materiais, mais perfeitos seremos e, quanto mais perfeitos, mais felizes.

Na verdade, o autor demonstra que este conceito começou a ser incutido em nossas mentes, em meados dos nos 50 e 60, período de grande progresso na sociedade.

Primeiramente, na década de 60, introduziu-se os supermercados, na década de 70, os produtos descartáveis, na década de 80, a qualidade de vida estava ligada com a ideia de se ter casas de veraneio, nos anos 90, a cirurgia plástica e busca incessante da beleza ideal…E nos dias atuais, a ideia da imortalidade – medicina genética, congelamento das células tronco…etc.

Gente, não sei se já perceberam, com todos os avanços e confortos que a tecnologia nos proporciona, contraditoriamente, nunca vivemos em um período de tanta solidão, aumento de doenças como : depressão, ansiedade, dentre outras…

Infelizmente, acreditamos que se não tivermos um corpo perfeito, ou então, uma casa luxuosa, carros caros, viagens ao exterior…etc, não somos felizes, pois cremos que estamos distantes do que erroneamente acredita-se que seja perfeição.

Consequentemente, para alcançarmos essa “perfeição”, buscamos ser eficientes ao máximo. Isso significa que, quanto mais eficientes no trabalho, mais acreditamos que seremos reconhecidos, promovidos ou ganharemos mais.

Ser eficiente não é problema, porém, não reconhecer que temos limites, gera frustração e infelicidade. Outro fator, no qual considero importante, é que quando relacionamos a nossa felicidade ao ter, não nos questionamos se estamos felizes no trabalho ou  se o que estamos fazendo tem sentido para nós…etc.

Será que se deixamos de pautar a nossa vida rumo a perfeição, não iremos tirar um peso de nossos ombros e nos dedicarmos a descobrir o que realmente nos torna pessoas mais felizes??

Eu tenho pensado muito nisso e sobre o rumo que quero dar para minha vida…

Continuo na semana que vem…

Antes que eu me esqueça, domingo trarei uma curiosidade do nosso bairro super interessante… Como eram realizados os casamentos e as cerimonias fúnebres na Vila Mariana no século XIX (por volta do ano de 1880). Não Percam!!! 

Beijocas apertadas.

Dani.

Compartilhar

Qual é a importância de um pai na vida do filho?

pai                                    Artigo escrito pela psicoterapeuta Dra Fabiane Alves.

Agosto é um mês especial por muitos motivos, mas vamos focar na data de comemoração dessa pessoa significativa em nossa vida, nosso pai!

Indiferente do tipo de relação que você teve com seu pai, próximo ou distante, com boas ou más lembranças, ele foi significativo e influenciou a formação da sua personalidade, seus comportamentos e forma de enxergar a vida.

Esse texto foi criado para uma reflexão da importância do pai e para os pais pensarem na importância que eles têm para seus filhos.

A importância do pai na vida do  filho

Quando pensamos em maternidade, logo pensamos na figura da mãe que naturalmente já estabelece um vínculo com o bebê desde a gestação, mas só ela não é suficiente para o desenvolvimento do filho. Você PAI, é muito importante no processo de desenvolvimento do seu filho, quando é um bebê, na infância, adolescência e nunca será esquecido na vida adulta.

Winnicott, pediatra que não se limitou a medicina tradicional, mas estudou a psicanálise e desenvolveu uma teoria do desenvolvimento infantil, fala da importância do pai “em sustentar” a relação mãe e bebê na introdução desse sujeito no mundo.

Sim, é através do pai que o bebê é introduzido na sociedade, sua participação efetiva em sua rotina e cuidados, a qualidade da sua presença e afetividade transmitida a esse bebê em cada ação influência sua constituição de sujeito. Esse pai que se faz presente no cuidado dessa família oferecendo recursos financeiro e emocional para que essa mãe possa se dedicar a adaptação do filho no mundo influência na formação do caráter e personalidade desse ser em formação.

Nem todos nos tivemos a oportunidade de ter nosso pai biológico como essa pessoa que ajudaria nossa mãe nesse processo, mas algum familiar exerceu essa função, é foi fundamental em nossa vida.

Vivemos um momento em nossa cultura de novas formações de estrutura familiar, é a mãe que cria os filhos sozinha tendo a escolinha do bairro ou creche como auxilio, ou com os avós exercendo essa função do pai, o irmão (a) mais velho (a) que ajuda sua mãe na criação dos irmãos e tantos outros que poderíamos citar aqui…

O importante é perceber que a figura paterna, sendo exercida pelo pai biológico ou alguém que exerça sua função é essencial na relação mãe/bebê e no desenvolvimento desse sujeito e sua forma de relação com o mundo.

Por esse motivo, pensa agora na pessoa que exerceu essa função na sua vida e perceba a influência dela nas suas reações e sentimentos que vive.

Qual marca seu pai deixou em sua vida?

Ou

Qual marca você, pai, deixou ou quer deixar na vida do seu filho?

Que esse dia nos traga reflexões dessa pessoa essencial, o pai!

Eu amei esse artigo da Dra Fabiane!

Se você quiser conferir os outros textos escritos por ela, basta clicar aqui.http://temnopedaco.com.br/category/dra-fabiane-psicologa/

Não percam ainda nesta semana, os  próximos posts do Tem no Pedaço.  Na sessão Minha Transformação,  escrevi um artigo sobre O mito pela busca da perfeição. Já na sessão Curiosidades ,  eu trarei um assunto sobre a Vila Mariana, que ainda não vi em nenhum lugar: As Cerimonias Fúnebres e os Casamentos realizados no bairro no Séc XIX. 

Beijocas apertadas

Dani

Compartilhar

Eu provei : Bolo de Banana Integral com gotas de chocolate!!!

Bolo de Banana

Olá Pessoal!!!

Hoje o destaque vai para um bolo de banana, cujo eu provei e achei sensacional!!! Aliás, não só eu, mas a minha família inteira também amou!!!

Ganhei este bolo para experimentar. Só estou indicando para vocês, porque eu gostei de verdade.

Eu nunca havia comido um bolo de banana integral com gotas de chocolate meio amargo. Gente, acreditem, a combinação é perfeita.

Este bolo é da Miss Cacao ,cujo a confeiteira  chama-se  Marissol Sakuma . Ah, ela é da Vila Mariana!!!

Deem uma olhada nesta foto do bolo…´

Pessoal, a massa é fofinha, além de ser úmida  e doce na medida exata. O bolo não é oleoso. Não sei vocês, mas para mim, não tem coisa pior do que comer um bolo com gosto de óleo. Por isso, mais um para a Miss cacao

O bolo é composto por banana, farinha integral, ovos, óleo vegetal, fermento, chocolate meio amargo e canela. Já comi muito bolo de banana que tinha tudo, menos, gosto de banana.

Podem ficar tranquilos, pois o bolo da Miss cacao realmente tem sabor de banana…rsrsrs. Fora que, as gotas de chocolate, na minha opinião, são o diferencial.

Além disso, dá para perceber tranquilamente que ele  é feito de farinha integral. É um bolo caseiro e saudável.

Preparar um lanche da tarde, servindo esse bolo , acompanhado por um cafezinho… Meu Deus!!! Não precisamos de mais nada para sermos felizes…rsrsrsrsrs.

O bolo custa R$ 18,00. Pessoal, vale a pena. Acredito que, pelo menos no meu caso, eu não conseguiria preparar um bolo tão bem feito, delicioso e ainda combinando perfeitamente as gotas de chocolate  meio amargo, para resultar neste sabor incrível!!!

Farei uma sugestão: Quem já comprou o presente de Dia dos pais?? Se alguém ainda não comprou, e nem sabe como irá presenteá-lo, que tal montar uma cesta de café da manhã, contendo o bolo da Miss Cacao?? O bolo além de ser delicioso, vem embalado no capricho e com data de validade.

Já pensou no domingo do Dia dos Pais, o paizão acordar com uma cesta de café da manhã e ter o prazer de saborear este bolo?? Garanto que ele vai ficar feliz!!!

A Miss cacao faz entregas na região da Vila Mariana (taxa de entrega sob consulta)

 Vou deixar os contatos para vocês!!

Embalagem caprichada.
Compartilhar

Como combater com o desgaste no trabalho!!!

Desgaste no trabalho

Olá Pessoal!!!

Continuando o nosso bate-papo sobre as minhas transformações, hoje abordarei o tema : Combater o Desgaste no trabalho.

Escolhi essa temática, porque justamente tive uma semana muito desgastante no trabalho. A Dra Fabiane, elaborou um artigo sobre a questão do estresse. Para quem não leu, basta clicar aqui: http://temnopedaco.com.br/como-lidar-com-o-estresse/

Reli o artigo da Dra Fabiane, para buscar ferramentas que me ajudem a lidar com esse tipo de situação. Além disso, procurei recorrer a um livro que gosto muito , cujo o titulo é: Pare de fazer Drama e Aproveite a Vida, do autor Rafael Santandreu.

Rafael Santandreu é psicólogo e trabalha em sua clínica, localizada na cidade de Barcelona. Seu foco é a  psicologia cognitiva – área que trata de  processos mentais que estão por trás do comportamento humano. Mais informações sobre o autor é só clicar em: http://www.rafaelsantandreu.es

No capítulo 16, o autor discute o combate do estresse no trabalho.

Santandreu inicia a sua narrativa, descrevendo  um conto japonês com preceitos característicos do budismo.

Achei o conto lindo e ele nos revela muitas coisas. Vou deixa-lo aqui para vocês. Vale muuuuito a pena ler.

                                                                          Desgaste no trabalho

                                                                          Desgaste no trabalho

 

A lição que fica, segundo Santandreu,  é a atitude adequada que Akira teve em relação a moringa. A moringa, sentindo-se incapaz,  fragilizada e envergonhada por não corresponder as expectativas, nas quais ela acreditava que os outros tinham ao seu respeito, não conseguiu enxergar a sua capacidade em auxiliar as sementes florescerem, durante o percurso que a levava a  casa do mestre. E o que Akira fez?? Demonstrou a moringa o quanto a sua “incapacidade” foi importante.

O autor ressalta que a causa principal do desgaste / estresse é o medo de não correspondermos as expectativas dos outros.

Ficamos ansiosos de não conseguirmos realizar uma determinada tarefa a tempo , ou então,  diante de uma situação nova, cujo nos “obrigamos” a termos uma solução imediata, dentre muitas outras coisas…

Lendo isso, percebi que o meu estresse foi justamente esse. Lidar com algo novo , no qual eu não queria frustrar com as expectativas, cujo imaginei que depositavam em mim. Consequentemente, veio o medo do erro e dos “julgamentos”.

Esse receio e excesso de exigência comigo, trouxe malefícios para a minha saúde física. Fiquei doente, com febre , gripe e corpo dolorido. Daí vocês podem me perguntar: Gripe não é algo normal. Respondo, sim, claro que é. Porém, até a situação estressante acontecer eu estava maravilhosamente bem.

Satandreu ressalta algo que concordo muito…. “ quando nos estressamos, somos iguais a moringa de Akira, que não suporta defeitos”.

No fundo, conforme ele mesmo escreve, o nosso maior medo é não sermos dignos do outros.

Gente, escrevendo fica muito mais fácil de identificar que o grau de exigência que tenho comigo é muito grande.  Acho que não é somente uma questão de tentar fazer as coisas da melhor maneira…

Confesso, que além da terapia, eu deveria recorrer a este livro mais vezes… Acho ele muito bom!!!

O autor assegura que podemos mudar o nosso pensamento, mas  ao longo deste capítulo ele irá nos fazer refletir sobre as nossas atitudes.

Semana que vem, darei seguimento a essa reflexão.Prometo!!

Beijocas apertadas!!

Dani.

 

 

 

 

 

Compartilhar

O Cotidiano da vida dos moradores da Vila Clementino em 1943!

 

Vila Clementino

Olá Pessoal!!!!

Hoje  a publicação traz um depoimento muito bacana de um antigo morador do bairro. Eu li esse depoimento no livro:  Vila Clementino – A História dos bairros de São Paulo, do autor Danilo Agrimani.

Para quem não conhece a Vila Clementino, este bairro localiza-se próximo a Vila Mariana e ao Parque do Ibirapuera.

O autor não identifica o morador, apenas ressalta que ele morou no bairro em 1943. Para quem se interessar, a narração está na página 37 e 38 deste livro.

Este antigo residente da Vila Clementino, conta que na década de 40, embora não haviam luz e calçadas, o bairro era composto por muitas árvores. Acredito, que o ar deveria ser maravilhoso!!!

Nesta época não havia violência. As pessoas caminhavam tranquilamente pela região.

O morador ressalta  que na Vila Clementino havia muita neblina, a ponto de não se enxergar uma pessoa a 200 metros de distância.

As ruas do bairro eram tomadas por charretes, cavaleiros e carroças com burrinhos. Tanto é que, na rua Diogo de Faria, a prefeitura instalou cocheiras.

A noite, deveria ser uma atração à parte, pois o morador relata que o bairro era um breu total. Para se ter ideia, as pessoas não poderiam sair de suas casas sem lamparinas.

Os dias de chuva eram um transtorno… Tudo transformava-se em barro.

Os habitantes da Vila Clementino, nesse período, eram compostos por advogados, professores, comerciantes e funcionários públicos.

No bairro existiam chácaras de portugueses, nos quais se costumava comprar verduras e legumes frescos.

Quanto ao lazer,  point da época, e consequentemente, as paqueras (footing), eram na rua Domingo de Moraes, cujo os programas costumavam ser esticados até Cine Sabará, que hoje está localizado o Supermercado Pastorinho. Outro local bastante frequentado, era o Cine Fénix, este próximo ao Largo da Ana Rosa.

Os trajes para frequentar os cinemas eram chiquérrimos. Os homens desfilavam pela rua Domingo de Moraes, vestindo ternos, gravatas e sapatos engraxados.

Fonte : Site Salas de Cinema. O link do site está disponível no final desta publicação.

 

Fonte: Site Salas de Cinema. Foto de dentro do Cine Sabará. O link do site está disponível no final desta publicação. 

Acho que os lanterinhas deveriam ter muito trabalho nessa época…rsrsrsrs.Olha só o tamanho do cinema.

Aos domingos, os moradores se dividiam entre as partidas de futebol e os espetáculos circenses ( estes situados próximos ao Matadouro, hoje, a atual Cinemateca).

O time de futebol mais famoso do bairro era o Rubens Salles. Pelo que eu entendi, era o Corinthians da Vila Clementino, ou seja, um time fantástico, magnífico, cujo não haviam adversários a altura…rsrsrsrsrs. As partidas do Rubens Salles eram todos os domingos pela manhã, no campo que ficava na Rua Pedro de Toledo, entre as ruas Ottonis e Leandro Dupré.

Fonte: Site Confraria dos Boleiros. O link do site está disponível no final desta publicação.

Ps: Consegui  em minha pesquisa a foto da composição do time de 1959.

Gente, uma tristeza abateu-se sobre o time do Rubens Salles…Vocês acreditam que eles perderam o campo por causa de 1 conto de réis??O dono queria vender o campo por 20 contos, mas o time queria dar 19. Ficaram sem casa, tadinhos!!

Bem, eu amei a narrativa deste morador. “Viajei” no tempo a cada parágrafo lido. Acho que eu gostaria muito de ter vivido nessa época.

Quem ver mais histórias e fotos antigas da Vila Clementino, clique aqui: http://temnopedaco.com.br/category/historia-dos-bairros/

Espero que vocês também tenham curtido.

Beijocas apertadas

Dani

 

Fontes:

Confraria dos Boleiros : Disponível em : http://www.confrariadosboleiros.com.br/agenda-de-jogos/97-vitamina?showall=1

Sala de Cinemahttp://Disponível em: http://salasdecinemadesp2.blogspot.com/2014/09/sabara-sao-paulo-sp.html

As outras fotos foram extraídas de bancos de imagem de domínio público. Servem somente como ilustração.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar

Saiba onde encontrar uma pizzaria boa e barata!! Eu provei!

Pizzaria

Olá, Pessoal!!!

Bem, quem é que não gosta de  Pizza?? Agora, imagina uma pizza bem gostosa, quentinha , acompanhada por vinho , e ainda,  com um bom preço??

Pois é, no pedaço de Mirandópolis “descobri” uma pizzaria com todas essas características.

Confesso, que pizza para mim sempre foi algo tradicional, portanto, por anos, sempre fui cliente da mesma pizzaria. Contudo, este blog me fez refletir por que não experimentar uma pizza de outro local?? Pensei,  quem sabe eu possa me tornar cliente também de outros lugares??

Pois bem, posso dizer que acertei nessa primeira tentativa. Resolvi provar a pizza da Pizzaria Amici. Gente, não é que eu gostei!!!

Pedi uma pizza de 8 pedaços, metade mussarela com cebola e metade frango com catupiry .  A massa solicitei que fosse média.

Pizza de Mussarela e Frango com Catupiry.

 

Quando liguei na Amici a atendente informou que a pizza levaria 30 minutos para chegar em minha casa. Ponto para essa pizzaria, porque foram 30 minutos.

A pizza chegou bem quentinha.

Ao abrir a caixa, já gostei da aparência. Afinal, a gente come é com os olhos…rsrsrsrsrs. O perfume também estava incrível, aquele cheirinho de pizza invadiu o corredor do meu prédio…Só de lembrar dá até fome…rsrsrs

 

Primeiramente, provei a de mussarela. Gostei muito. A massa estava conforme eu havia solicitado(média). Além disso, apresentou-se macia , saborosa e bem recheada. A mussarela  estava derretendo. Ah, a cebola na pizza de mussarela é invenção minha….rsrsrsrs. Quem não gosta é só não pedir a cebola.

 

Pizza de Mussarela. Mussarela, cebola ( atenderam ao meu pedido) e azeitonas pretas.

 

 

Depois, experimentei a de catupiry, a massa estava igual (gostosa e fofinha), com frango temperado , catupiry caprichado e ervilha. Adorei.

 

Pizza de Frango com Catypiry. Frango, Catupiry, ervilha e azeitonas pretas.

 

 

Enfim, gostei muito da pizza feita pela Amici.

A pizza custou R$ 56,00. Este valor é mais barato do que costumo a pagar aqui no bairro.

Acho que vale a pena vocês provarem…Eu, certamente, voltarei a pedir pizza na Amici.

Abaixo, deixei o endereço e telefone…

Pizzaria Amici.

 

Folder da Pizzaria Amici.

 

Pizzaria Amici

Endereço: Rua Orissanga, 40 – Mirandópolis

Telefone: 5589-3582 / 2577 4043 / 9648 9772 ( Whatsapp)

Horário de Atendimento:  Terça, Quinta e Domingo 18:00 às 22:30 hrs / Sexta e Sábado 18:00 às 23:00 hrs.

Espero que vocês também gostem!!

Até mais!!

Beijocas apertadas

Dani!!!

 

 

Compartilhar