O Cotidiano da vida dos moradores da Vila Clementino em 1943!

 

Vila Clementino

Olá Pessoal!!!!

Hoje  a publicação traz um depoimento muito bacana de um antigo morador do bairro. Eu li esse depoimento no livro:  Vila Clementino – A História dos bairros de São Paulo, do autor Danilo Agrimani.

Para quem não conhece a Vila Clementino, este bairro localiza-se próximo a Vila Mariana e ao Parque do Ibirapuera.

O autor não identifica o morador, apenas ressalta que ele morou no bairro em 1943. Para quem se interessar, a narração está na página 37 e 38 deste livro.

Este antigo residente da Vila Clementino, conta que na década de 40, embora não haviam luz e calçadas, o bairro era composto por muitas árvores. Acredito, que o ar deveria ser maravilhoso!!!

Nesta época não havia violência. As pessoas caminhavam tranquilamente pela região.

O morador ressalta  que na Vila Clementino havia muita neblina, a ponto de não se enxergar uma pessoa a 200 metros de distância.

As ruas do bairro eram tomadas por charretes, cavaleiros e carroças com burrinhos. Tanto é que, na rua Diogo de Faria, a prefeitura instalou cocheiras.

A noite, deveria ser uma atração à parte, pois o morador relata que o bairro era um breu total. Para se ter ideia, as pessoas não poderiam sair de suas casas sem lamparinas.

Os dias de chuva eram um transtorno… Tudo transformava-se em barro.

Os habitantes da Vila Clementino, nesse período, eram compostos por advogados, professores, comerciantes e funcionários públicos.

No bairro existiam chácaras de portugueses, nos quais se costumava comprar verduras e legumes frescos.

Quanto ao lazer,  point da época, e consequentemente, as paqueras (footing), eram na rua Domingo de Moraes, cujo os programas costumavam ser esticados até Cine Sabará, que hoje está localizado o Supermercado Pastorinho. Outro local bastante frequentado, era o Cine Fénix, este próximo ao Largo da Ana Rosa.

Os trajes para frequentar os cinemas eram chiquérrimos. Os homens desfilavam pela rua Domingo de Moraes, vestindo ternos, gravatas e sapatos engraxados.

Fonte : Site Salas de Cinema. O link do site está disponível no final desta publicação.

 

Fonte: Site Salas de Cinema. Foto de dentro do Cine Sabará. O link do site está disponível no final desta publicação. 

Acho que os lanterinhas deveriam ter muito trabalho nessa época…rsrsrsrs.Olha só o tamanho do cinema.

Aos domingos, os moradores se dividiam entre as partidas de futebol e os espetáculos circenses ( estes situados próximos ao Matadouro, hoje, a atual Cinemateca).

O time de futebol mais famoso do bairro era o Rubens Salles. Pelo que eu entendi, era o Corinthians da Vila Clementino, ou seja, um time fantástico, magnífico, cujo não haviam adversários a altura…rsrsrsrsrs. As partidas do Rubens Salles eram todos os domingos pela manhã, no campo que ficava na Rua Pedro de Toledo, entre as ruas Ottonis e Leandro Dupré.

Fonte: Site Confraria dos Boleiros. O link do site está disponível no final desta publicação.

Ps: Consegui  em minha pesquisa a foto da composição do time de 1959.

Gente, uma tristeza abateu-se sobre o time do Rubens Salles…Vocês acreditam que eles perderam o campo por causa de 1 conto de réis??O dono queria vender o campo por 20 contos, mas o time queria dar 19. Ficaram sem casa, tadinhos!!

Bem, eu amei a narrativa deste morador. “Viajei” no tempo a cada parágrafo lido. Acho que eu gostaria muito de ter vivido nessa época.

Quem ver mais histórias e fotos antigas da Vila Clementino, clique aqui: http://temnopedaco.com.br/category/historia-dos-bairros/

Espero que vocês também tenham curtido.

Beijocas apertadas

Dani

 

Fontes:

Confraria dos Boleiros : Disponível em : http://www.confrariadosboleiros.com.br/agenda-de-jogos/97-vitamina?showall=1

Sala de Cinemahttp://Disponível em: http://salasdecinemadesp2.blogspot.com/2014/09/sabara-sao-paulo-sp.html

As outras fotos foram extraídas de bancos de imagem de domínio público. Servem somente como ilustração.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar

Saiba onde encontrar uma pizzaria boa e barata!! Eu provei!

Pizzaria

Olá, Pessoal!!!

Bem, quem é que não gosta de  Pizza?? Agora, imagina uma pizza bem gostosa, quentinha , acompanhada por vinho , e ainda,  com um bom preço??

Pois é, no pedaço de Mirandópolis “descobri” uma pizzaria com todas essas características.

Confesso, que pizza para mim sempre foi algo tradicional, portanto, por anos, sempre fui cliente da mesma pizzaria. Contudo, este blog me fez refletir por que não experimentar uma pizza de outro local?? Pensei,  quem sabe eu possa me tornar cliente também de outros lugares??

Pois bem, posso dizer que acertei nessa primeira tentativa. Resolvi provar a pizza da Pizzaria Amici. Gente, não é que eu gostei!!!

Pedi uma pizza de 8 pedaços, metade mussarela com cebola e metade frango com catupiry .  A massa solicitei que fosse média.

Pizza de Mussarela e Frango com Catupiry.

 

Quando liguei na Amici a atendente informou que a pizza levaria 30 minutos para chegar em minha casa. Ponto para essa pizzaria, porque foram 30 minutos.

A pizza chegou bem quentinha.

Ao abrir a caixa, já gostei da aparência. Afinal, a gente come é com os olhos…rsrsrsrsrs. O perfume também estava incrível, aquele cheirinho de pizza invadiu o corredor do meu prédio…Só de lembrar dá até fome…rsrsrs

 

Primeiramente, provei a de mussarela. Gostei muito. A massa estava conforme eu havia solicitado(média). Além disso, apresentou-se macia , saborosa e bem recheada. A mussarela  estava derretendo. Ah, a cebola na pizza de mussarela é invenção minha….rsrsrsrs. Quem não gosta é só não pedir a cebola.

 

Pizza de Mussarela. Mussarela, cebola ( atenderam ao meu pedido) e azeitonas pretas.

 

 

Depois, experimentei a de catupiry, a massa estava igual (gostosa e fofinha), com frango temperado , catupiry caprichado e ervilha. Adorei.

 

Pizza de Frango com Catypiry. Frango, Catupiry, ervilha e azeitonas pretas.

 

 

Enfim, gostei muito da pizza feita pela Amici.

A pizza custou R$ 56,00. Este valor é mais barato do que costumo a pagar aqui no bairro.

Acho que vale a pena vocês provarem…Eu, certamente, voltarei a pedir pizza na Amici.

Abaixo, deixei o endereço e telefone…

Pizzaria Amici.

 

Folder da Pizzaria Amici.

 

Pizzaria Amici

Endereço: Rua Orissanga, 40 – Mirandópolis

Telefone: 5589-3582 / 2577 4043 / 9648 9772 ( Whatsapp)

Horário de Atendimento:  Terça, Quinta e Domingo 18:00 às 22:30 hrs / Sexta e Sábado 18:00 às 23:00 hrs.

Espero que vocês também gostem!!

Até mais!!

Beijocas apertadas

Dani!!!

 

 

Compartilhar

Como emagrecer sem fazer dieta??

Emagrecer

A resposta é: comendo normalmente.

Emagrecer sem fazer dieta não significa que você irá comer de qualquer jeito ou qualquer coisa, significa assumir que seu corpo não é uma máquina, e por isso ele deve ser reconhecido, ouvido e respeitado também quando for comer.

Reflita lendo o texto abaixo:

“Comer normalmente é ser capaz de comer quando você está com fome, e continuar comendo até ficar satisfeito. É ser capaz de escolher os alimentos que você gosta e comê-los até aproveitá-los suficientemente – e não simplesmente parar porque você acha que deveria. Comer normalmente é ser capaz de pensar um pouco para selecionar alimentos mais nutritivos, mas sem ser tão preocupado e restritivo a ponto de não comer os alimentos mais prazerosos. Comer normalmente é dar permissão a você mesmo para comer às vezes porque você está feliz, triste ou entediado ou apenas porque é gostoso. Comer normalmente é, na maioria das vezes, fazer três, quatro ou cinco refeições por dia, ou deixar sua fome guiar quantas vezes vai comer ao longo do dia. É também deixar de comer um pedaço de bolo porque você pode comer mais amanhã ou então comer mais agora porque ele é maravilhoso enquanto ainda está quentinho. Comer normalmente é comer em excesso às vezes e depois sentir-se estufado e desconfortável. Também é comer pouco de vez em quando, desejando ter comido mais. Comer normalmente é confiar que seu corpo conseguirá corrigir os pequenos “erros” da sua alimentação. Comer normalmente requer um pouco de seu tempo e atenção, mas também ocupa o lugar de apenas uma área importante, entre tantas, de sua vida. Resumindo, o “comer normalmente” é flexível. Ele varia em resposta às suas emoções, sua agenda, sua fome e sua proximidade com a comida e seus sentimentos.”  (Texto do livro de Ellyn Satter, Secrets of Feeding a Healthy Family).

Imagine-se comendo normalmente. Faz sentido para você?

Compartilhe esse post para que mais pessoas saibam que é possível comer sem sofrer, sem culpa e ainda assim emagrecer!

Aguardem que tem mais.

Agendamento de consultas – Fone: (11) 98533-3188 – email: giseli@anutricaotem.com.br

Texto elaborado pela Dra Giseli Reis

Fonte:https://anutricaotem.wordpress.com/2017/11/30/como-emagrecer-sem-fazer-dieta/

Compartilhar

Autoconhecimento: A importância das Habilidades, Motivação e Atitude para ter uma vida feliz .

Autoconhecimento

Olá Pessoal,

Hoje senti vontade de escrever sobre a do autoconhecimento, ou seja, conhecer as nossas habilidades,  para nos motivarmos e tomarmos uma atitude perante a vida…

Eu acho que essas questões estão diretamente ligadas a auto realização. Por isso, procurei verificar o significado da palavra auto realização e, dentre os sites que pesquisei, as definições que mais gostei foram essas:

 “O desejo para nos tornarmos mais e mais o que somos, para nos tornarmos tudo o que somos capazes de ser“.

“Incluem a realização, aproveitar todo o potencial próprio, fazer o que a pessoa gosta e é capaz de conseguir.

Fonte: http://yogui.co/auto-realizacao-6-caracteristicas/

        Autoconhecimento

Sinceramente, não sei se essa é a definição mais correta para esse termo, pois não sou psicóloga, sou apenas alguém que está buscando transformação para ser melhor, e consequentemente, mais feliz.

Acho que essas definições me chamaram atenção, porque as identifiquei com o momento em que estou vivendo atualmente.

Através do autoconhecimento , tenho me questionado qual é o meu potencial e o que mais gosto de fazer. Não é o tipo de pergunta que dá para respondermos imediatamente.

Com o tempo, percebi o quanto escrever e criar me deixavam muito feliz.

Portanto, identifiquei duas habilidades, escrita e criação.

Gente, todos nós temos uma habilidade. Muitas vezes é difícil de identificá-la, porque não estamos habituados a nos questionar. Ao invés disso, vamos levando a vida e nem nos damos conta que realizamos muitas atividades sem termos a menor aptidão para tal.

Autoconhecimento

Autoconhecimento

Eu, por exemplo, no passado fiz faculdade de administração de empresas, me formei e posteriormente fui trabalhar com o que estudei. Entretanto, na faculdade eu já sabia que não tinha algumas habilidades que o curso exige.

Pois bem, resolvi “não ouvir o meu íntimo” e não me questionei . Fui para o mercado de trabalho. Essa época foi a pior da minha vida. Vivia frustrada, triste, incomodada e cada tarefa era uma espécie de monstro. Acabei tendo uma depressão terrível.

A depressão foi ruim?? Claro que sim. Tudo que faz a gente sofrer é horrível. Todavia, a depressão teve um lado muito positivo para mim. Por meio  dela, ou seja, do incomodo causado, que aliás,  perecia ser insuportável,  fui buscar ajuda.

Fiz psicoterapia e aprendi a me ouvir. Consequentemente, descobri as minhas potencialidades e fragilidades. A terapia me ensinou a buscar sentido nas coisas .

O ato de me ouvir, e portanto,  me questionar, fizeram com que eu compreendesse o tipo de vida que desejo para mim. Isso me motivou a lutar e ter atitude para mudar o que eu percebia que não estava bem.

Gente, parece fácil, não?? Mas não é. Não foi do dia para noite que consegui isso. Aprender tudo isso  fizeram parte de um processo.

Acho que os profissionais nos quais trabalham com a depressão, com a  fobia, com as insatisfações dos outros, mas que não “sentiram  na pele “essas dores da alma’’,  possuem somente uma pré-noção sobre a realidade das pessoas que convivem com essas doenças. Pois,  acredito que noção mesmo, só tenham aqueles que já passaram ou estejam passando por isso.

Autoconhecimento

Porém, não significa que não devemos buscar ajuda profissional. Muito pelo contrário. O que vai nos dar o start para impulsionarmos as nossas vidas, são justamente os profissionais (psiquiatras, psicoterapeutas…etc).

Todos que  dizem que não tem forças, que não conseguem…etc, eu sei exatamente o que passam, pois também já me senti assim. Isso não é frescura e tampouco falta de força de vontade. É muito mais do que isso.

Alguém se identifica com que eu escrevi???

Semana que vem, conto para vocês como consegui sair dessa e como tenho me preparado para a vida que desejo e mereço ter!!!

Beijocas Dani

Compartilhar

Como lidar com o Estresse e as Pressões do Cotidiano.

Estresse.

Olá Pessoal,

Hoje o Tem no Pedaço vai trazer mais um artigo elaborado pela Dra. Fabiane Alves, psicóloga que trabalha na região da Vila Mariana , e tem contribuído com os seus artigos para os leitores do Blog. O artigo está bem legal e vai ajudar muita gente que sofre/ está sofrendo de estresse.

Através dessa leitura, poderão identificar que estresse não é frescura!!!

Eu me identifiquei com algumas características e esse texto me ajudou a compreender melhor o momento em que estou vivendo.

O QUE É O ESTRESSE?

O termo estresse, não faz parte da análise psicanalítica, mas quando é manifesto, quando chega na clínica, revela que existe um sofrimento subjetivo (meus sentimentos, traumas e registros de memória), como exemplo, podemos citar uma febre que denuncia a dor de garganta ou uma inflamação em alguma parte do corpo.

Popularmente o termo estresse é utilizado para se referir a um desgaste emocional diante de conflitos psíquicos.

A pessoa em sofrimento apresenta um quadro de sintomas orgânicos (dor de cabeça, enjoo)  e psicológicos (cansaço excessivo, falta de paciência e etc).

Ao pesquisar o CID-10 (Código Internacional de Doenças), vemos os estresse presente em algumas nomenclaturas de psicopatologias/doenças, relacionadas à dificuldade de adaptação.

Todas as vezes que eu preciso me adaptar a uma nova situação eu entro num estado de estresse.

O estresse é uma reação orgânica diante de situações que exigem um grande esforço emocional para ser superada. Algo que me deixa muito preocupada, triste, decepcionada e outros…

Segundo a Dr(a) Marilda Lipp do Instituto de Psicologia e Controle do Estresse  o mesmo se desenvolve em 4 estágios:

Inicialmente é o Estágio de Alerta

Uma fase boa, quando o organismo produz adrenalina e a pessoa consegue produzir além do normal. A pessoa fica cheia de energia e vigor, com disposição para qualquer tarefa.

Ex: Fase de estudos que a pessoa vara a noite para entregar um trabalho ou realizar uma prova escolar ou concurso… Um projeto de trabalho que pode resultar numa promoção, promoção de cargo…

Durante essa fase que é considerada como boa, também pode sentir tensão ou dor muscular, azia, problemas na pele, irritação sem causa aparente, nervosismo, sensibilidade excessiva, ansiedade e inquietação.

Porém, ao terminar a fase do desafio, a prova feita, a conta paga, ou sei lá qual seja a razão do seu estresse, esses sintomas vão embora e sua saúde volta ao normal, mas, se o estressor continua ou se algo a mais acontece para nos desafiar, podemos entrar no estágio de resistência.

 

Estágio de Resistência

Nesta fase, dois sintomas mais importantes surgem: dificuldades com a memória e muito cansaço. Se nosso esforço for suficiente para lidar com a situação, o estresse é eliminado e saímos do processo de estresse.

O problema maior começa a ocorrer quando não conseguimos resistir ou nos adaptar e nosso organismo começa a sofrer um colapso gradual. Entramos na fase de quase-exaustão.

Fase de Quase – Exaustão

Aqui podem surgir os problemas mencionados a seguir:

  • Cansaço mental;
  • Dificuldade de concentração;
  • Perda de memória imediata;
  • Apatia ou indiferença emocional;
  • Impotência sexual ou perda da vontade de ter sexo;
  • Herpes;
  • Corrimentos;
  • Infecções ginecológicas;
  • Aumento de prolactina;
  • Tumores;
  • Problemas de pele
  • Queda de cabelo;
  • Gastrite ou úlcera;
  • Perda ou ganho de peso;
  • Desânimo, apatia ou questionamento frente a vida;
  • Autodúvidas;
  • Ansiedade;
  • Crises de pânico;
  • Pressão alta;
  • Alteração dos níveis de colesterol e triglicérides;
  • Distúrbios de menstruação;
  • Queda na qualidade de vida.

 

Dificuldades relatadas por pessoas que se encontravam em cada fase do estresse

Fase de Alerta:                               

  • SONO: Dificuldade em dormir muito acentuada devido à adrenalina.
  • SEXO: Libido (vontade de ter sexo) alta. Muita energia. O sexo ajuda a relaxar.
  • TRABALHO: Grande produtividade e criatividade. Pode varar a noite sem dificuldade.
  • CORPO: Tenso. Músculos retesados. No inicio da fase, aparece a taquicardia (coração disparado). Sudorese. Sem fome e sem sono. Mandíbula tensa. Respiração mais ofegante do que o normal. No todo, o organismo reage em uma perfeita união entre mente e corpo. A tensão do corpo encontra correspondência na mente.
  • HUMOR: Eufórico. Pode ter grande irritabilidade devido à tensão física e mental experimentada.

Fase de Resistência:

  • SONO: Normalizado.
  • SEXO: Libido (vontade de ter sexo) começa a baixar. Pouca energia. O sexo não apresenta interesse.
  • TRABALHO: A produtividade e a criatividade voltam ao usual, mas às vezes não consegue ter novas idéias.
  • CORPO: Cansado, mesmo tendo dormido bem. O esforço de resistir ao stress se manifesta em uma certa sensação de cansaço. A memória começa a falhar. Mesmo não estando com alguma doença, o organismo se sente “doente”.
  • HUMOR: Cansado. Só se preocupa com a fonte de seu stress. Repete o mesmo assunto e se torna tedioso.

Fase de Quase-exaustão:

  • SONO: Insônia. Acorda muito cedo e não consegue voltar a dormir.
  • SEXO: Libido (vontade de ter sexo) quase desaparece. A energia para o sexo está sendo usada na luta contra o stress e a pessoa perde o interesse.
  • TRABALHO: A produtividade e a criatividade caem dramaticamente. Consegue somente dar conta da rotina, mas não cria e nem tem idéias originais.
  • CORPO: Cansado. Uma sensação de desgaste aparece. A memória é muito afetada e a pessoa esquece fatos corriqueiros, até mesmo seu próprio telefone. Doenças começam a surgir. As mulheres apresentam dificuldades na área ginecológica. Todo o organismo se sente mal. Ansiedade passa a ser sentida quase que todo dia.
  • HUMOR: A vida começa a perder o brilho. Não acha graça nas coisas. Não quer socializar. Não sente vontade de aceitar convites ou de convidar. Considera tudo muito sem graça e as pessoas tediosas.

Fase de Exaustão:

  • SONO: Dorme pouco. Acorda cedíssimo e não se sente envigorado pelo sono.
  • SEXO: Libido (vontade de ter sexo) desaparece quase que completamente.
  • TRABALHO: Não consegue mais trabalhar como normalmente. Não produz. Não consegue se concentrar e nem decidir.O trabalho perde o interesse.
  • CORPO: Desgastado e cansado. Doenças graves podem ocorrer, como depressão, úlceras, pressão alta, diabetes, enfarte, psoríase etc. Não há mais como resistir ao stress. A batalha foi perdida. A pessoa necessita de ajuda médica e psicológica para se recuperar. Em casos mais graves, pode ocorrer a morte.
  • HUMOR: Não socializa. Foge dos amigos. Não vai a festas. Perde o senso de humor. Fica apático. Muitas pessoas têm vontade de morrer.

Nem sempre o estresse é ruim, vamos ver?

Estresse negativo e positivo: existe Estresse ideal?

Estresse negativo: é o stress em excesso. Ocorre quando a pessoa ultrapassa seus limites e esgota sua capacidade de adaptação. O organismo fica destituído de nutrientes e a energia mental fica reduzida. A produtividade e a capacidade de trabalho ficam muito prejudicadas. A qualidade de vida sofre danos. Posteriormente a pessoa pode vir a adoecer.

Estresse positivo: é o stress em sua fase inicial, a do alerta. O organismo produz adrenalina que dá animo, vigor e energia fazendo a pessoa produzir mais e ser mais criativa. Ela pode passar por períodos em que dormir e descansar passa a não ter tanta importância. É a fase da produtividade, como se a pessoa estivesse “de alerta”. Ninguém consegue ficar em alerta por muito tempo, pois o estresse se transforma em excessivo quando dura demais.

Estresse ideal: é quando a pessoa aprende o manejo do estresse e gerencia a fase de alerta de modo eficiente, alternando entre estar em alerta e sair de alerta. Para quem aprende a fazer isto, o “céu é o limite”. O organismo precisa entrar em equilíbrio após uma permanência em alerta para que se recupere. Após a recuperação, não há dano em entrar de novo em alerta. Se não há um período de recuperação, então doenças começam a ocorrer, pois o organismo se exaure e o stress fica excessivo. O estresse pode se tornar excessivo porque o evento estressor é forte demais ou porque se prolonga por tempo muito longo.

ATIVIDADES QUE AJUDAM A LIDAR COM ESTRESSE

EXERCICIO FÍSICO: Caminhada, Corrida, Lutas, Natação…

DANÇA: Todas as modalidades

MEDITAÇÃO: É um processo mental de permanecer no momento presente, não no passado e nem no futuro, através de disciplina e exercícios contínuos.

YOGA: É a ação de unir mente e corpo através da disciplina e exercícios contínuos.

PSICOTERAPIA: É um processo psicológico que acontece através da relação entre paciente e o profissional. Essa relação é baseada em teorias e princípios psicológicos, com objetivo de mudança de pensamentos, sentimentos e comportamentos do paciente, afim de ajudá-lo através do auto-conhecimento e amadurecimento.

Espero que este texto ajudem a todos que estão passando por este mal,infelizmente, cada vez mais comum em nosso dia a dia.

Eu vou tentar utilizar alguma dessas dicas no decorrer da semana.

Semana que vem, conto para vocês o que consegui melhorar nos meus dias e aquilo cujo  percebo que está mais difícil

Beijocas apertadas

Dani.

OBS: Quem ainda não teve a oportunidade de ler o artigo anterior da Dra Fabiane, sobre a importância de cuidar da Saúde Mental, vou deixar o link aqui:

http://temnopedaco.com.br/voce-cuida-de-sua-saude-mental-saiba-da-importancia-de-cuidar-das-emocoes/

 

 

 

 

 

 

Referência Bibliográfica:

http://www.estresse.com.br/publicacoes/o-percurso-do-stress-suas-etapas/

http://www.saude.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=10

Compartilhar

A VERDADE NUA E CRUA DAS DIETAS!!!

Dietas

Olá Pessoal!!!

Hoje o Tem no Pedaço trará um artigo elaborado e cedido pela nutricionista Giseli Reis- A Verdade Nua e Crua das Dietas. 

Você já percebeu que quanto mais dietas você faz (ou tenta fazer), menos magra você fica? Assustador pensar assim, não é mesmo?

As estatísticas mostram que 95% das pessoas que fazem dieta recuperam o peso perdido ou até mais, e nessa estatística estão incluídas também as dietas prescritas por nutricionistas.

Para seguir uma dieta você precisa se comportar como se fosse um ratinho de laboratório, você só pode comer em determinados horários, determinados alimentos, em determinadas quantidades, passa a medir, pesar, contar calorias, carboidratos e gorduras, controlar seu peso usando a balança, tudo é controlado, seus instintos fisiológicos são ignorados, afinal você não pode ter fome e não são bem vindas as vontades e desejos pelos alimentos que você gosta, eles tem que ser mantidos bem longe, o que vai se tornando um grande problema, porque tudo que é proibido passa a se tornar supervalorizado, desejado e mais gostoso! Mas quando se trata de dieta, comer não pode ter outra finalidade que não seja para emagrecer, secar, ficar fit, etc.

Você sabia que nasceu com todas as habilidades necessárias para comer quando sentisse fome e parar de comer quando estivesse verdadeiramente saciado? Pois é, nascemos com esses instintos fisiológicos (ou estímulos internos) muito bem organizados, afinal comer é essencial para a nossa sobrevivência.

Porém a medida que crescemos, recebemos diversos estímulos externos, que nos fazem perder ou dar cada vez menos importância aos nossos estímulos internos. Esses estímulos externos começaram a aparecer quando:

  • Você só ganhava uma sobremesa se comesse toda a comida do seu prato
  • Aprendeu a comer porque era hora da refeição (mesmo sem estar com fome)
  • Percebeu que tinha oferta em grande quantidade ou facilitada de alimentos palatáveis ricos em açúcar, gordura e sal (geralmente industrializados)
  • Passou a comer por estar triste, ansiosa ou estressada
  • Vai para restaurantes ou festas e acaba perdendo a noção do quanto já comeu, afinal todos estão comendo e bebendo e você continua para acompanhar

São inúmeros estímulos externos que podem te levar a comer mais do que o necessário e comer alimentos de qualidade ruim e fazer dieta adiciona mais uma série de estímulos externos que falsamente controlam a situação e você pode associar isso aquela brincadeira da corda, o cabo de guerra onde em uma ponta estão os estímulos sabotadores (que engordam) e na outra os estímulos controladores (que emagrecem) e dependendo do momento da sua vida a corda está pendendo para um lado ou para o outro, mas nunca em equilíbrio como você gostaria.

Então como emagrecer sem fazer dieta?

Aguarde o próximo post.

Dra Giseli Reis

 

 

 

 

 

 

Agendamento de consultas – Fone: (11) 98533-3188

email: giseli@anutricaotem.com.br

Consultório: R. Carlos Petit, 199 Vila Mariana

Fonte:  https://anutricaotem.wordpress.com/2017/11/23/a-verdade-nua-e-crua-das-dietas/

Compartilhar

Você cuida de sua Saúde Mental? Saiba da importância de cuidar das emoções…

Saúde Mental

Você faz check-up anualmente? Vai ao dentista? Vão aos demais médicos especialistas, academia, faz dieta etc

Com certeza tudo isso é muito importante! Mas queremos saber como está a sua saúde emocional?

QUE cuidado você tem com sua saúde emocional e psíquica?

O ser humano é formado pela junção de fenômenos biológico, psicológico, social e espiritual. Tudo reunido, como a engrenagem de uma máquina, cada peça depende da outra e a complementa para um perfeito funcionamento.

Fonte da Ilustração: Site Pixabay

É importante dizer que o conceito de saúde mental é mais amplo que a ausência de transtornos mentais ou doenças mentais.

Não existe uma definição exata de saúde mental, devido esse fenômeno ter a influência de questões culturais, a Organização Mundial de Saúde – OMS define saúde mental como a capacidade de cada um apreciar a vida e procurar um equilíbrio entre as atividades e os esforços para atingir a resiliência psicológica.

Fonte da Ilustração : Site Pixabay

Saúde Mental é o equilíbrio emocional entre a subjetividade, ou seja, meus sentimentos, traumas e registros de memória e as exigências ou vivências externas.É estar de bem consigo e com os outros.

Aceitar as exigências da vida. Saber lidar com as boas emoções e também com as desagradáveis: alegria/tristeza; coragem/medo; amor/ódio; serenidade/raiva; ciúmes; culpa; frustrações. Reconhecer seus limites e buscar ajuda quando necessário.

Fonte da Ilustração : Site Pixabay

Hoje, quero apresentar a psicoterapia como instrumento de avaliação e tratamento das nossas emoções.

A psicoterapia acontece através da relação de empatia entre paciente e psicólogo com objetivo de alcançar mudanças de comportamento e assim aumentar o bem-estar e equilíbrio psicológico de quem a procura.

É um momento de relacionamento íntimo de você consigo mesmo onde através do sigilo profissional você pode falar o que não consegue dizer a ninguém e, assim, refletir sobre seus pensamentos, sentimentos e decisões.

Fonte da Ilustração: Site Pixabay

Será que essa conclusão que esta tendo é resultado das suas lembranças, da cultura familiar??? Como isso se constituiu?? Nesse processo de reflexão você reconhece sentimentos, ressignifica, elabora e, assim, vai se transformando, amadurecendo e tornando-se protagonista de sua história, empoderando-se.

Fonte da Ilustração: Site Pixabay

Usando como analogia o processo de transformação da borboleta. Você inicia o processo psicoterapêutico de uma maneira e as mudanças internas que permeiam todo o processo, refletem em outros âmbitos de sua vida e são percebidas externamente. Não deixe de cuidar de sua saúde emocional! Procure um profissional para te conduzir nesse processo de transformação.

Site da Ilustração : Site Pixabay

Pense nisso e até a próxima…

Texto elaborado pela Dra Fabiane

 

Compartilhar

Pão de Batata Recheado Gigante – Tem no Pedaço da Vila Clementino.

Olá Pessoal!!!

Hoje vim contar sobre um Pão de Batata recheado que comi e achei muito gostoso. Por isso, quero compartilhar com vocês.

Na verdade, comprei duas unidades de pão de batata recheado, na Padaria Villa Grano( no final do post, deixarei o endereço para quem se interessar). Deem só  uma espiada no tamanho deles.

Pão de Batata com recheio misto.

 

Pão de Batata com recheio de catupiry.

O primeiro que provei, foi o recheado com catupiry. Eu adoro pão de batata quentinho, por isso, coloquei no micro-ondas por uns 30 a 40 segundos…Minha Gente, vocês não imaginam a delícia…

A massa estava bem fofinha e o catupiry derretendo…loucura!!!

Ah, eles também não economizaram no recheio, vejam só:

O outro que experimentei foi o misto, ou seja, com recheio de presunto, queijo e  orégano… Gostei. Porém, tinha algo a mais no recheio, cujo eu não soube identificar, que não apreciei tanto quanto o de catupiry .Não sei se era coentro, salsinha desidratada ou outro tempero. Enfim, era alguma coisa que não agradou muito o meu paladar.

Contudo, a massa estava macia e o pão de batata bem recheado.

Por causa do tamanho e do recheio, os pães de batata são pesados, ainda bem que não cobram por peso…rsrsrsrsrs

Em cada um deles, paguei R$7,00.

Outra coisa que achei bacana no pão de batata feito pela Villa Grano, é que o formato do pão difere de acordo com o recheio…Assim não dá para confundir.

Opinião final: Eu gostei bastante, especialmente, do pão de batata com recheio de catupiry.

Confesso que amei meu lanche, ou seja, um  cafezinho quente acompanhado por essa delícia.  Fica a sugestão…

Eu compraria de novo e acho que vale a pena provar.

A Padaria Villa Grano fica na rua Borges Lagoa, 371, Vila Clementino.

Telefone: (11) 5083-5215

Horário de atendimento: Todos os dias, das 6:00 às 22h40min.

Site: http://www.villagrano.com.br/

Espero que também gostem

Beijocas apertadas

Dani.

 

 

Compartilhar